Alagoana vence etapa regional do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

A história
Professora de religião por anos a fio, casada, mãe de dois filhos, esposa de um homem que se endividava a cada momento. A história de Maira Luiza começa quando, para ajudar a liquidar as dívidas de seu esposo, ela decide se demitir, aderindo ao Plano de Demissão Voluntária (PDV). Maria Luiza vendeu todos os móveis da casa e abriu mão de tudo para uma nova vida em São Paulo.
Sem conseguir emprego, passou a trabalhar como empregada doméstica. Com o falecimento de um vizinho de seu tio, Luiza, preocupada em ajudar, recebeu a notícia de que não precisaria fazer nada, pois havia na cidade um plano de assistência funerária que cuidaria de todo o funeral. Surpreendida, ela decidiu levar esse novo negócio para sua cidade, Santana do Ipanema.
Maria Luiza retorna para Santana, dessa vez sem o marido, abre sua primeira empresa funerária contando com o apoio apenas dos filhos, Stênio e Karen, um sobrinho e do Pe. José Augusto, pároco da cidade.
Agora, a empresa já completou 7 anos e atualmente, já dispõe de uma frota de 20 carros adaptados, 100 servidores, 4 filiais, depósitos, lojas, centrais de velório modernas e bem equipadas, além do serviço funeral 24 horas.
“A história da minha mãe é de coragem, força e fé. Ela começou a empresa do zero, superou o divórcio e conseguiu ser uma empreendedora de sucesso e um exemplo para todos nós” afirma Stênio, filho da empresária.